26/02/2021 às 00h00min - Atualizada em 26/02/2021 às 00h00min

Invasões de terra viram motivo de preocupação em São José

Da Redação
Divulgação
Em meio à pandemia, de forma silenciosa, as invasões de terras públicas e privadas preocupam e desencadeiam uma série de ações na Prefeitura de São José. O assunto, inclusive, foi tema de debate na Câmara Municipal, na última terça-feira (23), e pauta as operações permanentes coordenadas pela SUSP e a Secretaria de Segurança para coibir as invasões irregulares na cidade.

Na oportunidade, o secretário de Urbanismo e Serviços Públicos, Michel Schlemper, acompanhado do secretário de Segurança, Vânio Dalmarco, garantiu prioridade ao trabalho de contenção das invasões em território municipal. De acordo com ele, se não houver essa prioridade o problema tende a crescer, sendo necessário o apoio da Câmara, por meio dos vereadores, da sociedade e da Justiça.

“Nosso grande desafio no momento é frear as invasões e intensificar as operações. Vamos conversar com o Ministério Público para tratar de outras possibilidades, como a contratação de mais policiais da reserva para nos ajudar na fiscalização e aumentar ao máximo possível a equipe do secretário de Segurança Dalmarco”, destacou Michel.

O secretário da SUSP lembrou alguns casos de invasões ocorridas na cidade que, com ações de contenção constantes, não teriam crescido, favorecendo a aplicação de políticas públicas de habitação e organização da ocupação urbana.

Responsável pela aplicação de novas tecnologias para a redução da burocracia quando presidente da Câmara, Michel adiantou que pretende buscar em outras cidades soluções tecnológicas que deram certo para ajudar a conter o ritmo da ocupação desordenada.

O secretário citou como exemplo o Rio de Janeiro, um dos principais exemplos de favelização e ocupação ilegal no país. “Estamos pesquisando soluções e tecnologias aplicadas, por exemplo,  no Rio de Janeiro, que ampliem nossas condições de fiscalização do parcelamento do solo e do crescimento de construções irregulares”, frisou o secretário.

A força-tarefa organizada em São José se mantém em alerta permanente, visitando áreas e impedindo o crescimento dos bolsões irregulares. Desde janeiro, início da gestão do prefeito Orvino Coelho de Ávila, já foram realizadas diversas operações que resultaram na remoção de mais de 40 construções irregulares em áreas como Vila Formosa; Morro da Caetana, no bairro Colônia Santana; Morro do Alemão em Potecas; e Morro Azul, no Alto Forquilhas.

Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp