19/02/2021 às 16h03min - Atualizada em 19/02/2021 às 16h03min

Força-tarefa em São José desocupa construções irregulares no Boa Vista

Da Redação
Divulgação Secom/PMSJ
Na manhã desta sexta-feira (19), a força-tarefa contínua da pefeitura de São José esteve na Avenida das Torres, bairro da Boa Vista, em mais uma ação contra construções irregulares. Durante a operação, segundo a administração, foram removidas cinco obras que estavam sendo erguidas de forma irregular no local.

A força-tarefa, que visa coibir ocupações irregulares em São José, conta com a coordenação da Secretaria Executiva de Urbanismo e Serviços Públicos (Susp) e da Secretaria Municipal de Segurança e apoio da Fundação Municipal do Meio Ambiente, Guarda Municipal (GMSJ), da Polícia Militar (PMSC) e da Celesc.

De acordo com a prefeitura, as ocupações irregulares são um grave problema que podem acarretar perdas materiais para quem a pratica e resultar também na perda de vidas humanas, pois são construções feitas em encostas, na maioria das vezes em áreas de preservação permanente e que podem deslizar a qualquer instante.

Somente neste ano, nos meses de janeiro e fevereiro, a força-tarefa permanente já removeu cerca de 45 construções em áreas da Vila Formosa; no Morro da Caetana, no bairro Colônia Santana; no Morro do Alemão em Potecas; e no Morro Azul, no Alto Forquilhas.

“A ocupação irregular acarreta danos urbanísticos, ambientais e sanitários irreparáveis, além de colocar em risco a vida das pessoas que lá estão. Portanto, continuaremos com ações firmes e efetivas para fazer valer a legislação municipal”, explica o secretário da SUSP, Michel Schlemper, ao orientar que o cidadão procure a SUSP para sanar dúvidas quanto à legalidade para adquirir terreno e construir em São José.  

O secretário de Segurança, Vânio Dalmarco, também destaca que o volume de construções irregulares tem crescido e, por isso, a Prefeitura continuará intensificando as ações de fiscalização para que, por meio dos encaminhamentos legais, possa coibir as construções feitas de forma irregular e o crescimento desordenado na cidade.

“A fiscalização tem caráter punitivo que resulta na demolição das ocupações irregulares, mas também tem caráter pedagógico para que as pessoas tomem a operação como exemplo e entendam que em São José estas irregularidades não serão mais toleradas”, reforça Dalmarco. 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp