29/09/2022 às 12h56min - Atualizada em 30/09/2022 às 00h01min

Empreendedoras compartilham aprendizados em evento do Movimento Construção Saudável

Realizado no auditório do Sebrae, em São Paulo, a 2ª edição do encontro Propósito e Causa reuniu histórias inspiradoras

SALA DA NOTÍCIA Paula Ferezin
A segunda edição do evento Propósito e Causa II trouxe o Empreendedorismo Feminino como tema principal. Mulheres de diversos segmentos, em diferentes momentos da carreira, conduziram um bate-papo inspirador para quem deseja começar a empreender. Julio Barbosa, diretor executivo do Movimento Construção Saudável, mediou o encontro.

Fabíola Vasconcellos Cecon, presidente do Movimento Construção Saudável, compartilhou sua experiência de mais de 20 anos no setor. “A mulher tem muitas qualidades inerentes que podem fazer grande diferença. A liderança feminina é normalmente integradora e empática, o que favorece a coesão das equipes”, comenta. Única mulher à frente de uma empresa de impermeabilização, entre as 26 que atuam no país, foi dela a ideia de criar um Movimento em prol da saúde das pessoas, colocando o bem-estar coletivo em primeiro lugar. “A impermeabilização é uma questão de saúde pública. Aproximadamente 80% dos imóveis brasileiros sofrem com esse problema. São 25,9 milhões de moradias inadequadas no país e 20 milhões de brasileiros sofrem com asma, que é a 4ª causa de internações hospitalares no Brasil. As doenças respiratórias são agravadas quando há contato constante com mofo e bolor e muitas pessoas nem imaginam.”

Já Laura Carolina Nobrega, consultora de Marketing do Sebrae Tatuapé, falou sobre os desafios da mulher empreendedora, o papel social e as oportunidades. “As mulheres utilizam a sensibilidade e as dificuldades cotidianas para transformar o mundo. São as suas vivências que inspiram as mudanças. Compartilhar conhecimento faz parte desse processo. É assim que surgem novas ideias, projetos e oportunidades de melhorias”.

Roberta Cesariano Ianh, doutora em Comunicação e professora de Publicidade e Propaganda na ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), falou sobre os desafios de construir uma carreira em um ambiente majoritariamente masculino e como começou a empreender com a criação de sua própria agência. “Mais do que ter um propósito, é fundamental ir além, ter um pós-propósito, ou seja, pensar em estruturar os novos negócios considerando todo o contexto social. Não são apenas números e estatísticas. São as vivências que realmente farão a diferença”.

Tânia Baitello, diretora da Global Conteúdo, defendeu a importância de incorporar novos comportamentos em nossa jornada. “Atuar com propósito é ir além do óbvio. Mais do que ter uma agenda ESG, os porquês e para quês devem ter uma conexão clara com o sentido do negócio.” Marília Lobo, senior Lead Learning & Leadership Development na plataforma europeia Zalando, propôs uma mudança no conceito de “pensar fora da caixa”: “que tal expandir a caixa ao invés de sairmos dela? Acredito que ter criatividade é combinar diferentes ideias que já existem para encontrar uma nova solução. Devemos valorizar os processos e utilizar ao máximo as potencialidades de cada um para que juntas possamos encontrar as melhores soluções”.

Voltando à construção civil, o encontro reuniu duas empreendedoras à frente de negócios com impacto social. Vanessa de Mani, CEO & Founder da startup de impacto socioambiental Be.Sun, falou sobre sua missão com o consumo consciente na construção civil e apoio ao empreendedorismo feminino. “Todos podemos – e devemos - fazer a nossa parte. Ter uma empresa com propósito é impactar vidas por meio da sustentabilidade”. A Be.Sun facilita a retirada e destinação de produtos de RCC (Resíduos da Construção Civil), passíveis de reuso e vende os materiais de sobra de obra que foram doados e que podem ser reaproveitados. Parte dos valores arrecadados nas vendas dos produtos é destinado às instituições cadastradas.

A Evelin Mello, diretora fundadora da Digna Engenharia Social, contou que a história da sua família foi um incentivo para a criação da Digna. “Meus pais queriam reformar nossa casa e não encontravam qualidade com um preço que pudéssemos pagar. Esta foi minha inspiração. Na Digna oferecemos reformas de qualidade com preço acessível para a população de baixa renda”. Atualmente já foram realizadas mais de 280 obras e para um breve futuro Evelin planeja investir na capacitação de mão-de-obra feminina para a realização das reformas. “Quando me perguntam como começar eu digo: tire a venda dos olhos e veja o que a sociedade ao seu redor precisa. Perceba os pontos de insalubridade e comece. O empreendedorismo com impacto social vale a pena!”.


Sobre o Movimento Construção Saudável
http://construcaosaudavel.org

O Movimento Construção Saudável reúne as principais empresas do mercado de impermeabilização – Mactra, Sika, Vedacit e Viapol – com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de cuidar da saúde das habitações e das pessoas.

Criada em 2019, a iniciativa discute os benefícios de impermeabilizar de forma correta e as consequências que o processo traz para a saúde das pessoas. O Movimento promove ações em eventos, revendas, home centers e demais pontos de venda.

Conscientes do impacto na vida da população e de que grande parte espera o problema aparecer ao invés de prevenir, as empresas criaram o Movimento para conscientizar os profissionais, ampliar a percepção da sociedade sobre a importância do tema e, consequentemente, fortalecer o setor para transformar essa realidade.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp