05/10/2020 às 10h28min - Atualizada em 05/10/2020 às 10h28min

Prodec prevê geração de mais de 1.000 empregos no estado em 2020

Da Redação
Ricardo Wolffenbuttel/ SECOM
O Prodec (Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense) anunciou balanço da geração de empregos em Santa Catarina em 2020 e nove empresas foram habilitadas, que podem gerar mais de 1000 empregos no estado este ano. Inicialmente, seis empresas habilitadas, com possibilidade de gerar 603 vagas e R$ 65 milhões em investimentos privados, de acordo com os dados divulgados.

Nesta última segunda-feira, o órgão anunciou a possibilidade de mais cerca de 400 empregos diretos e indiretos e cerca de R$ 124 milhões em investimentos privados para Santa Catarina. Os resultados foram apresentados pelo Conselho Deliberativo, coordenado pelo secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Rogério Siqueira.

Três empresas foram habilitadas para o Prodec e tiveram os projetos de ampliação ou implantação de pesquisa médica e produção de material aprovados. A iniciativa vai movimentar a economia e o desenvolvimento nas regiões dos municípios de Araquari, Campo Alegre e Tijucas.

“Mesmo em um período de pandemia, com a prioridade de salvar vidas e garantir atendimento aos pacientes, adotamos também medidas para a retomada da economia e garantir o emprego e renda dos catarinenses. Essa é uma das ações para que o estado continue se desenvolvendo em todas as regiões. Dessa forma, Santa Catarina tem se destacado na geração de vagas de emprego, produção industrial e demais setores econômicos”, ressalta o governador Carlos Moisés, ao site do Governo do Estado.

O secretário da SDE, Rogério Siqueira, destaca que uma das metas do Governo de Santa Catarina, por meio da secretaria, é o fomento ao empreendedorismo, emprego e renda. "Políticas de estado perenes geram oportunidades aos catarinenses. Oportunidades estas que fortalecem a espiral de prosperidade, esperança e confiança. Este é nosso propósito aqui na Secretaria. O Prodec é um exemplo de política sólida que atrai investidores e atua diretamente no crescimento do Estado", destaca Siqueira.

A gerente de Empreendedorismo Individual, Micro e Pequenas Empresas da SDE, Aline Ghisi, explica que o Prodec dá oportunidade às empresas direcionarem parte do valor que pagariam em tributos estaduais para fomentar o crescimento.

“Com o Prodec, as empresas passam a usar esse recurso de maneira mais estratégica para suas expansões, resultando em geração de novos empregos”, detalha.

Investimentos

Na cidade de Tijucas, o projeto habilitado passa dos R$ 144 milhões da Portobello, que pretende ampliar a filial e aumentar a capacidade produtiva de porcelanatos esmaltados em formato de lastras. Cerca de 135 empregos diretos e 203 indiretos devem ser gerados.

Com uma projeção de mais de R$ 10 milhões em investimentos privados e a estimativa de 49 novas vagas diretas e indiretas na região de Araquari, no Norte catarinense, a Corptech Indústria e Comércio de Produtos para a Saúde teve seu projeto aprovado para implantação de pesquisa médica e produção de material para implantes odontológicos, ortopédicos e nanotecnologia cirúrgica.

Outra empresa é a Salubi Lacticínios Indústria e Comércio, que tem uma previsão de investir de R$ 673 mil na região de Campo Alegre, com um projeto de expansão do parque fabril da companhia para a produção de iogurtes e bebidas lácteas. A ação deve gerar 26 empregos diretos e indiretos.


Sobre o Prodec

O programa é um incentivo equivalente a um percentual pré-determinado sobre o valor do ICMS a ser gerado pelo novo projeto. Os requisitos para aderir ao programa estão embasados nos empreendimentos que gerem empregos e renda à sociedade catarinense, que incrementem os níveis de tecnologia e competitividade da economia estadual.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp