21/09/2022 às 15h13min - Atualizada em 21/09/2022 às 16h00min

Dia Nacional da Conscientização da Doença de Alzheimer é comemorado em 21 de setembro; veja como se prevenir

OMS estima que existam 1,2 milhão de pessoas com Alzheimer no Brasil; Una Jataí capacita profissionais e orienta pessoas de baixa renda sobre a doença.

SALA DA NOTÍCIA Beatriz Ortiz | Assessora de imprensa da Una Jataí
Doença é mais comum entre a população idosa. Foto: Pixabay.
O Dia Nacional da Conscientização da Doença de Alzheimer é comemorado anualmente em 21 de setembro. A data, que foi criada pela Alzheimer’s Disease International (ADI), marca a necessidade de esclarecimento da sociedade sobre a importância da prevenção, do diagnóstico precoce e do cuidado ofertado às pessoas que vivem com a Doença de Alzheimer.

“O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa, ou seja, ela gera uma degradação progressiva das células nervosas, de forma que o paciente vai perdendo capacidades cognitivas, funcionais e motoras”, explica a fisioterapeuta e professora da Una Jataí, que integra o Ecossistema Ânima, Kamylla Caroline Santos.

O Alzheimer é o tipo de demência não-reversível mais comum em idosos, representando 60 a 80% dos casos entre os 150 tipos de demência existentes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem, no mundo, em torno de 50 milhões de pessoas com demência, e este número deve triplicar nos próximos anos, chegando a 152 milhões de pessoas em 2050. O que diferencia o Alzheimer de outros tipos de demência é o distúrbio cognitivo relacionado à memória e à dificuldade de adquirir novos conhecimentos.

Santos é coordenadora do Grupo de Extensão e Pesquisa em Dor (GEPDor) da Una Jataí. O grupo, que é formado por professores, estudantes e profissionais voluntários de cursos da Saúde, como Fisioterapia, Biomedicina, Odontologia e Psicologia, presta assistência terapêutica às pessoas carentes que sofrem com dor. O GEPDor também capacita profissionais da Saúde para tratar pacientes com Alzheimer e orienta a população jataiense a lidar da forma adequada com pessoas diagnosticadas com a doença.

Nas orientações, os integrantes do GEPDor explicam que ainda não se sabe qual é a causa do Alzheimer, mas diversas pesquisas científicas indicam que a doença está ligada a fatores hereditários e hábitos de vida. A estudante da Una, Rafaela Lima, dá algumas dicas para se prevenir da Doença de Alzheimer: “Fazer jogos estratégicos diariamente, praticar trinta minutos de atividades físicas por dia, dormir bem, ter boa alimentação, manter o peso saudável e a pressão arterial controlada e evitar o fumo e o estresse”.


“Vamos conversar sobre a demência”

Em homenagem ao Dia Nacional da Conscientização da Doença de Alzheimer, setembro é considerado o mês mundial da Doença de Alzheimer. A campanha é coordenada pela Alzheimer’s Disease International (ADI), organização que congrega a Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz), a Federação Brasileira das Associações de Alzheimer (FEBRAZ) e todas as associações de Alzheimer do mundo.

Em 2022, o tema da campanha é ‘‘Vamos conversar sobre a demência”. Embora o impacto da campanha venha crescendo, o estigma e a desinformação que cercam a demência ainda se configuram como uma questão global. O Ministério da Saúde e a Associação Brasileira de Alzheimer (ABRAz) estimam que 2 em cada 3 pessoas no mundo acreditam que existe pouco conhecimento sobre a demência em seu país.

“É sempre importante promover debates sobre a demência e lembrar que, para diferenciar a Doença de Alzheimer de outros tipos de demência, a avaliação de um médico é fundamental”, explica Santos. “O Alzheimer não tem cura, mas, quando diagnosticado no início, pode ter o seu avanço retardado, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família”.


Sobre a Una

Com 60 anos de tradição em ensino superior, o Centro Universitário Una, que integra o Ecossistema Ânima, oferece mais de 60 opções de cursos de graduação. Está entre os melhores centros universitários do país, pelo MEC, e é destaque na edição 2019 do Guia da Faculdade, iniciativa da Quero Educação com o jornal O Estado de São Paulo. Pelo ranking, a maioria dos seus cursos foi classificada positivamente com 4 e 5 estrelas. A instituição preza pela qualidade acadêmica e oferece projetos de extensão universitária que reforçam seus pilares de inclusão, acessibilidade e empregabilidade.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp