18/09/2022 às 10h54min - Atualizada em 19/09/2022 às 00h00min

Etiene Medeiros encerra as provas individuais do Troféu José Finkel com ouro nos 50m livre e novo recorde brasileiro

Nadadora pernambucana venceu, também, nos 50m costas e nos 50m borboleta, na disputa que marcou seu retorno após a cirurgia no joelho

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho

Etiene Medeiros encerrou as provas individuais do Troféu José Finkel conquistando mais um ouro e batendo recorde brasileiro. Na noite deste sábado (17), a nadadora pernambucana venceu a prova dos 50m livre, com 23s83, melhorando a sua própria marca, que era de 23s88. Desde terça-feira (13), no início das disputas, na piscina do Complexo Esportivo Santos Dumont, no bairro de Boa Viagem, em Recife (PE), Etiene garantiu três medalhas de ouro individuais - nos 50m costas, 50m borboleta e 50m livre - e foi o melhor índice técnico da competição feminina. 

"Muito emocionante estar aqui e conseguindo grandes resultados, grandes marcas. Há um ano estava sendo operada e agora pude viver estes dias de conquistas, aqui na minha casa. Depois do que passei fora das piscinas, tudo tem um outro significado para mim", afirmou a nadadora pernambucana, que recebeu no pódio o carinho da ex-atleta Adriana Salazar, primeira nadadora olímpica de Pernambuco. E um forte abraço de Fernando Vanzella, seu técnico há 10 anos. 

O Troféu José Finkel marcou o retorno de Etiene às competições após a cirurgia no joelho direito. E foi disputado pela primeira vez na capital pernambucana, no mesmo espaço em que são realizadas as atividades do Instituto Etiene Medeiros (IEM), fundado pela nadadora.

Etiene Medeiros - Primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro em um Mundial de Natação, Etiene está entre as melhores do mundo nos 50 metros costas há seis anos. Antes do título em 2017, em Budapeste (HUN), foi quarta colocada no Mundial em Barcelona 2013 e bronze em Kazan 2015. Ela também é bicampeã do mundo em piscina curta (Doha/2014, quando bateu o recorde mundial, e Windsor/2016), além da vitória no revezamento medley misto em 2014. 

Em 2019, acrescentou mais uma medalha em Mundiais, a prata nos 50 m costas. Única brasileira bicampeã pan-americana de natação - ganhou ouro nos 100 m costas em Toronto, em 2015, e nos 50 m livre em Lima, em 2019 -, Etiene soma nove medalhas no Pan, sendo quatro no Canadá e cinco no Peru.

Fundadora do Instituto Etiene Medeiros, que tem o propósito de transformar a vida de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade com atividades educacionais e esportivas acessíveis a todos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp