29/01/2021 às 23h51min - Atualizada em 29/01/2021 às 23h56min

É campeão! Chapecoense vence o Confiança e garante o título inédito

Marcos Eduardo Carvalho
Marcio Cunha/ACF
É campeã! É campeã! É campeã! A Chapecoense venceu o Confiança por 3 a 1 na noite desta sexta-feira, na Arena Condá, em Chapecó, na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B e ficou com o título pelo saldo de gols. No outro jogo, América-MG venceu o Avaí por 2 a 1 no mesmo horário, e ficou com o vice.

Com o resultado, o time comandado pelo técnico Umberto Louzer terminou com 73 pontos, a mesma pontuação que os mineiros, mas com um gol a mais de saldo. Foi o primeiro título nacional da história do Verdão do Oeste, que na temporada 2020 já havia conquistado o título catarinense.

O mais importante, que era o acesso, já havia sido conquistado de forma antecipada. América-MG, Juventude e Cuiabá também subiram. Rebaixada em 2019, a Chape volta um ano depois.

O JOGO.

A Chape entrou em campo determinada em resolver o jogo logo. E, aos 3min, abriu o placar com Anselmo Ramon. Ele recebeu cruzamento de Denner e chutou forte, no canto: 1 a 0.

A alegria durou pouco, pois logo em seguida o América também abriu o placar contra o Avaí e tirou o Verdão da liderança.

Aos 7min, a Chapecoense quase ampliou, desta vez com Denner, que recebeu passe de Mike e acertou o travessão.

O time da casa era melhor, mas aos poucos o Confiança também começou a equilibrar a partida e teve boa chance aos 32min, com Everton, que chutou à direita de João Ricardo. Antes do intervalo, com Serginho, o Confiança quase empatou, mas o goleiro da Chape fez boa defesa.

No segundo tempo, a Chape voltou mais desatenta. E, logo aos 9min, Reis marcou o gol de empate do time sergipano, aproveitando cruzamento da esquerda: 1 a 1.

O time casa, então, teve que aumentar a pressão. Mas não conseguia passar pela defesa adversária e, nos contra-ataques, o Confiança era perigoso.

Desanimada com a vitória parcial do América, a Chapecoense não conseguia mais criar. E quase levou a virada aos 30min, quando Alyson recebeu livre e chutou por cima do gol.

Mas, aos 33min, com Perotti, em jogada que começou pela direita, a Chape fez 2 a 1 e voltou a sonhar com o título.
Aos 41min, novamente com Perotti, a Chape poderia ter feito o terceiro gol. A bola entrou, mas o bandeirinha marcou impedimento milimétrico.

Mas ainda tinha jogo. E, nos acréscimos, a Chapecoense conseguiu um pênalti. Na cobrança, Anselmo Ramón cobrou com cavadinha e fez 3 a 1. Antes do final, Denner ainda foi expulso. Mas o título já estava assegurado.
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp