29/01/2021 às 17h49min - Atualizada em 29/01/2021 às 17h49min

​Virou passeio! Já rebaixado, Figueirense leva goleada histórica de 7 a 2 em casa

Marcos Eduardo Carvalho
Divulgação
Como se não bastasse o rebaixamento antecipado, o Figueirense foi humilhado pela Ponte Preta nesta sexta-feira à tarde, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, e levou uma histórica goleada por 7 a 2.

Com os dois times já eliminados, o Figueira deu chance para alguns jogadores que não vinham atuando e a Ponte promoveu a estreia de vários jogadores das categorias de base. Um jogo que não valia absolutamente nada para o campeonato, a não ser para dar chance a novos atletas.

Com 39 pontos, o Figueira fez campanha sofrível desde o início e sempre esteve perto ou dentro da zona de rebaixamento.

Agora, o time de Jorginho se prepara para a estreia no Campeonato Catarinense, dia 24 de janeiro, quando visita o Metropolitano de Blumenau. E tenta juntar os cacos, no ano do Centenário, para tentar fazer bonito na Série C de 2021.

O JOGO.

O Figueirense começou em cima, buscando o gol nos primeiros minutos, tentando se aproveitar do grande número de jogadores mais jovens da Ponte Preta.

Porém, foi o time paulista quem abriu o placar. Aos 5min, após cruzamento da direita, o goleiro Rodolfo Castro saiu mal e Camilo, do lado, cabeceou para fazer 1 a 0.

O jogo ficou aberto e, nos contra-ataques, a Ponte era melhor, criando diversas chances, aproveitando os espaços na defesa do Figueira. Em uma dessas jogadas, aos 15min, Moisés recebeu pela direita, driblou o goleiro e marcou um belo gol: 2 a 0.

Aos 21min, após cobrança de escanteio pela esquerda, ninguém cortou e Tiago Orobó, de cabeça, desviou na segunda trave para cabecear e ampliar: 3 a 0.

Em ritmo de treino, o Figueirense ainda diminuiu com Erison aos 27min, marcando um golaço de pé esquerdo, mandando um chute forte, no alto e no meio do gol.

A alegria durou pouco. Aos 32min, Moisés aproveito erro de Victor Oliveira, pegou a bola na entrada da área e chutou forte; a bola ainda bateu no travessão antes de entrar: 4 a 1.

No segundo tempo, logo aos 3min, Erison quase descontou para o Figueira, mas acabou acertando a trave esquerda do goleiro adversário. Mas aos 10min, com Nonato, veio o segundo gol. E foi um golaço de fora da área, acertando o canto esquerdo do goleiro da Ponte.

O time paulista, porém, ainda estava no jogo e ampliou com Hernandes, desviando de cabeça uma cobrança de falta aos 22min, fazendo 5 a 2 para a Ponte Preta.

A situação que já era humilhante, ficou ainda pior aos 30min, quando Moisés marcou o sexto gol da Ponte Preta, o terceiro dele na partida, e com um golaço de fora da área, acertando o canto esquerdo.

Aos 41min, o zagueiro Victor Oliveira fez pênalti em Moisés, que ficava na cara do gol. Na cobrança, Camilo colocou a bola no canto esquerdo: 7 a 2.
No lance seguinte, Erison ainda acertou a bola na trave, quase fazendo o terceiro do Figueira.
 
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp