28/06/2022 às 17h15min - Atualizada em 28/06/2022 às 17h15min

Pedro Silva expõe ‘Retrospectiva’ no CIC, em Florianópolis

Da Redação
Divulgação
O artista plástico Pedro Silva, radicado em Nova Iorque desde 2014, apresenta nos dias 2 e 3 de julho a exposição PEDRO SILVA: RETROSPECTIVA, na qual reúne obras criadas por ele entre 1999 até os dias de hoje. A mostra conta com a presença do artista e acontece no Centro Integrado de Cultura (CIC), na Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600, Agronômica, em Florianópolis, das 18h às 21h.

 Imerso nas heranças do surrealismo, do impressionismo e da arte contemporânea, Pedro Silva é autodidata e criou uma identidade própria em diferentes estilos de pintura, com predominância do óleo sob tela. Fazem parte da exposição suas primeiras obras experimentais, a série “Madames”, e diversas séries produzidas em Florianópolis, São Paulo, Berlin e Nova Iorque, além de uma obra desenvolvida em parceria com seu irmão e artista plástico, Camilo Silva.

A Wallpaper e Spell Art "I love myself" estão entre as criações expostas no CIC, na qual Pedro recorre às suas meditações diárias para desenvolver um vocabulário próprio e transformar mantras em linguagem contemporânea e universal. Com curadoria de Paty Koerich, a exposição destaca a série “Madames” e preparou uma sala especial para apresentar diversos trabalhos criados pelo artista na Big Apple.

 Nascido em Presidente Prudente, interior de São Paulo, o artista cresceu em uma família apaixonada por cultura e, aos 6 anos de idade, se mudou para Florianópolis. Foi na capital de Santa Catarina que o então menino se ligou ainda mais às artes ao entrar em uma escola cujo foco era a criatividade. No atelier onde sua mãe aprendia pintura à óleo, na casa onde morava, Pedro aprimorou suas técnicas experimentando estilos, tintas e cores. Aos 12 anos, vendeu sua primeira obra e não parou mais.

 Atualmente, o artista se prepara para lançar sua primeira música, criada para a série “Million dollars painting”, projeto em que trabalha há dois anos. A ideia é apresentar, em 2023, a obra de um milhão de dólares, que faz uma reflexão sobre o sonho americano e a inflação no mercado de arte. De forma bem humorada, Pedro faz o retrato de seu sucesso conquistado em terras americanas. “Depois que aprendi a amar a mim mesmo com a série 'I love my self', estou pronto para vender a pintura de um milhão de dólares”.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp