22/01/2021 às 17h50min - Atualizada em 22/01/2021 às 17h50min

Em jogo polêmico, Figueirense perde de virada no final e pode ser rebaixado ainda nesta rodada

Marcos Eduardo Carvalho
Arthur Dallegrave/ECJuventude
O Figueirense está muito próximo do rebaixamento à Série C no ano de seu centenário. Nesta sexta-feira, perdeu de virada para o Juventude, por 2 a 1, com dois gols no final, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, em jogo válido pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Agora, segue na zona de degola e poderá ser rebaixado até terça-feira, caso Vitória e Náutico empatem os seus. No domingo, o Náutico visita o descompromissado Cruzeiro, enquanto na terça o Vitória recebe o vice-lanterna Botafogo-SP.

O time catarinense, comandado pelo técnico Jorginho, está com 39 pontos, está em 17º lugar e vive situação dramática. Vitória e Náutico, que estão logo acima, precisam apenas do empate para se salvarem e rebaixarem o Figueira.

O time gaúcho, do técnico Pintado, foi a 57 e está vivo na briga pelo acesso.

Na última rodada, o time do técnico Jorginho recebe a Ponte Preta, a partir das 21h30, no estádio Orlando Scarpelli.

O JOGO.

A partida começou com o Figueira mais recuado, esperando o Juventude e com uma linha de marcação mais recuada. O Juventude, que precisava da vitória para seguir na luta pelo acesso, pressionava. Era um jogo nervoso para os dois lados. Aos poucos, o time catarinense foi melhorando.

O Figueira chegou com perigo pela primeira vez aos 19min, com Itinga, que arriscou um chute da entrada da área e o goleiro fez a defesa.

Depois, aos 29min, teve a melhor chance do jogo, com Diego Gonçalves, que recebeu pela direita, entrou na área e chutou cruzado, em cima do goleiro.

O Juventude, porém, assustou muito quatro minutos depois, quando Matheusinho acertou um chute no travessão; na volta, Everton chutou cruzado, à esquerda de Rafael Castro.

O time da casa teve mais uma chance de fazer o gol no primeiro tempo, com boa defesa do goleiro do Figueirense. Mas os atletas foram para o vestiário com o empate sem gols.

No segundo tempo, o Figueirense começou pressionado e criando duas boas chances nos primeiros minutos. Parecia determinado a buscar a vitória. Mas, deixava espaços para os contra-ataque do Juventude, que também teve chance com Grampola aos 3min, mas Rodolfo Castro fez grande defesa.

A partida estava equilibrada e bem disputada pelas duas equipes, com marcação forte e poucas oportunidades de gol.

O Figueirense levou perigo aos 28min, com Lucas Barcelos, que chutou para grande defesa do goleiro Marcelo Carné.

O Juventude chegou a marcou o gol aos 35min, mas o atacante Bambam estava impedido. Susto contra o Figueira. Em seguida, Diego Gonçalves recebeu bom passe pela direita, mas chutou sem direção, desperdiçando a chance de abrir o placar.

Aos 39min, saiu o gol do Figueira. E em jogada muito polêmica. Renan Luís pegou a bola já fora do campo e fez o cruzamento; Erison, que entrou na etapa final, fez de cabeça o gol, que foi bastante comemorado. O time gaúcho reclamou bastante.

Porém, dois minutos depois, o goleiro Rodolfo Castro falhou terrivelmente, errando o tempo da bola, que o encobriu e Bambam apenas empurrou para o fundo do gol.

Nos acréscimos, o Juventude ainda fez o segundo gol, com Rogério, de cabeça, após cobrança de escanteio pela direita.
 
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp