26/05/2022 às 16h29min - Atualizada em 26/05/2022 às 22h01min

Vacinação de adultos e idosos: proteção para uma longevidade saudável

Confira as vacinas recomendadas para esta faixa etária

SALA DA NOTÍCIA Camila Curvelo
www.gsk.com.br
Divulgação GSK

Com o surgimento de novas variantes, a pandemia de COVID-19 continua presente na vida da população de todo o mundo. A doença oferece maior risco de evolução para formas graves entre grupos específicos, incluindo idosos. 1 Porém, além da COVID-19, é preciso especial atenção com outras doenças imunopreveníveis nesta população, como a pneumonia, a gripe, o herpes zoster, a coqueluche e o sarampo. 6,11,13 Para uma vida saudável e longeva, é indispensável o cultivo de bons hábitos como alimentação balanceada, prática regular de atividade física, não fumar e manter a vacinação em dia. 2,3 

A vacinação é uma das intervenções em saúde pública mais bem sucedidas, atrás apenas do acesso a água potável. 15 Seus benefícios extrapolam a proteção individual contra doenças infecciosas, se estendem para toda a população através da imunidade de rebanho, e atenuando impactos socioeconômicos ao reduzir a morbidade e mortalidade. Mesmo assim, devido às baixas coberturas vacinais, milhões de mortes ocorrem em todo o mundo por doenças transmissíveis, segundo a Organização Mundial de Saúde. 5

“A COVID-19 trouxe um novo cenário para o setor da saúde. Podemos ver que a percepção de saúde pela população aumentou muito. Devido a essa pandemia, as pessoas estão entendendo a importância da vacinação para a prevenção de doenças. Além disso, as pessoas precisam ter consciência de que a vacinação não é só para crianças, mas para todas as idades, incluindo adultos e idosos. A população está envelhecendo e ficando mais suscetível a diversas doenças, e essas pessoas têm um impacto muito positivo na saúde quando tomam vacinas. Temos que ter em mente que o principal para um envelhecimento saudável é prevenir as doenças e não apenas tratá-las”, afirma Len Friedland, Vice-Presidente de Assuntos Científicos e Saúde Pública da GSK Global. 

 

Envelhecimento da população

A proporção de idosos na população está aumentando em todo o mundo. Estima-se que o número de idosos, com 60 anos ou mais, duplique até 2050 e mais do que triplique até 2100, passando de 962 milhões em 2017 para 2,1 milhões em 2050 e 3,1 milhões em 2100. 8 

E, à medida que os indivíduos envelhecem, seu sistema imunológico sofre alterações contínuas, e essas alterações imunológicas associadas ao envelhecimento, chamadas também de imunossenescência, contribuem para um aumento no risco de infecções e de evolução para formas graves de doenças. 6,7 

Como resultado desse declínio imunológico, os idosos são mais suscetíveis a diversas doenças infecciosas imunopreveníveis. 10 Um exemplo é que quase 75% das mortes por gripe ocorrem em adultos com mais de 65 anos. 9 Além disso, indivíduos com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) apresentam um incremento significativo no risco de coqueluche. 14 

Mas a boa notícia é que existem recomendações para vacinação de adultos e idosos para prevenção destas e de outras doenças como as hepatites A e B, a doença meningocócica, herpes zoster, entre outras. 6,7,11,13 

“Doenças como a COVID-19, influenza e varicela, por exemplo, causam consequências a longo prazo na saúde da população como doenças cardíacas, AVC, embolismo pulmonar, infarto do miocárdio, entre outras complicações. E essas consequências podem durar meses e até anos. Quando você é vacinado contra essas doenças, as complicações a longo prazo reduzem. Ou seja, se você previne uma doença, você tem menos incidência de outras doenças depois”, explica Mark Doherty, Gerente Sênior de Assuntos Médicos da GSK Global.

“Quando você é vacinado, você tem a proteção específica da vacina, mas você também está treinando seu sistema imunológico para outros diferentes patógenos. Dessa forma, são causadas menos inflamações no organismo, protegendo assim contra outras doenças também”, complementa Dr. Rodrigo Lins, presidente da Sociedade de Infectologia do Estado do RJ, durante um evento recente da GSK.

 

Vacinas recomendadas para adultos e idosos

A vacinação tem como objetivo melhorar a qualidade e a expectativa de vida, reduzir o risco de adoecimento e evolução para formas graves de doenças infecciosas e prevenir descompensações de doenças crônicas. 6

O calendário de vacinação para adultos e idosos não portadores de condições especiais do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde (MS) prevê as seguintes vacinas: Hepatite B; dT (difteria e tétano); Febre Amarela; Influenza; Sarampo, Caxumba e Rubéola; Pneumocócica e COVID-19. 11,12 A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) também disponibiliza um calendário de vacinação para esta população, incluindo outras vacinas como Herpes zoster; Hepatite A; dTpa (difteria, tétano e coqueluche acelular); Pneumocócicas; HPV; Varicela; Dengue; Meningocócicas; e Influenza quadrivalente. 6,13 Para os indivíduos portadores de condições especiais, o MS possui um calendário de imunização específico, disponível no manual dos Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE). 16 A recomendação vacinal leva em conta, entre outros fatores, a idade e o histórico vacinal de cada indivíduo. 11,13 Consultar o profissional de saúde é importante para assegurar que o calendário vacinal está em dia.

Por que então a cobertura vacinal tem sido tão baixa nos últimos anos? Segundo Mark Doherty, a principal causa é a falta de informação. “A população tem uma falta de percepção dos riscos das doenças a longo prazo. É fundamental que os adultos e idosos tenham conversas com seus médicos para saber quais vacinas precisam tomar, aumentando assim a cobertura vacinal. A vacinação é uma grande aliada no envelhecimento, ajudando a manter as pessoas saudáveis por mais tempo”, finaliza. 

 

Sobre a GSK

A GSK é uma empresa global de saúde com foco em ciência. Temos três negócios globais que pesquisam, desenvolvem e fabricam medicamentos inovadores, vacinas e produtos de saúde. Somos uma das empresas de saúde mais inovadoras, confiáveis e com o melhor desempenho do mundo. No Brasil, somos líderes em Vacinas, HIV e na área Respiratória. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

 

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico.


Referências:

  1. INSTITUTO BUTANTAN. Seis fatos sobre a ômicron, a variante mais transmissível da Covid-19. Disponível em: <https://butantan.gov.br/noticias/seis-fatos-sobre-a-omicron-a-variante-mais-transmissivel-da-covid-19>. Acesso em: 24 mar. 2022. 
  2. WORLD HEALTH ORGANIZATION. Ageing and health. Key Facts. Disponível em: <https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/ageing-and-health>. Acesso em: 24 mar. 2022.
  3. U.S. DEPARTMENT OF HEALTH AND HUMAN SERVICES. Older Adults. Disponível em: <https://health.gov/healthypeople/objectives-and-data/browse-objectives/older-adults>. Acesso em: 24 mar. 2022.
  4. MINISTRY OF HEALTH. Immunisation Handbook. Wellington: Ministry of Health, 2017. Disponível em:<http://www.moh.govt.nz/notebook/nbbooks.nsf/0/4EADF56C3D807998CC25814C0075D0D7/$file/immunisation-handbook-2017-may17-v2.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2022.
  5. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Dez ameaças à saúde que a OMS combaterá em 2019. Disponível em: <https://www.paho.org/pt/noticias/17-1-2019-dez-ameacas-saude-que-oms-combatera-em-2019>. Acesso em: 10 abr. 2022.
  6. SOCIEDADE BRASILEIRA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA E SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Geriatria: guia de vacinação (2016/2017). Disponível em: <https://sbim.org.br/images/files/guia-geriatria-sbim-sbgg-3a-ed-2016-2017-160525-web.pdf>. Acesso em: 5 out. 2021. 
  7. FIOCRUZ. Dia 17/10: Dia Nacional da Vacinação. Disponível em: <https://www.bio.fiocruz.br/index.php/br/noticias/843-dia-17-10-dia-nacional-da-vacinacao>. Acesso em: 24 mar. 2022.
  8. ORGANIZAÇÃO NAÇÕES UNIDAS. Envelhecimento. Disponível em: <https://unric.org/pt/envelhecimento/#:~:text=Estima%2Dse%20que%20o%20n%C3%BAmero,1%20mil%20milh%C3%B5es%20em%202100.&text=Em%20todo%20o%20mundo%2C%20a,os%20grupos%20et%C3%A1rios%20mais%20jovens>. Acesso em: 20 abr. 2022. 
  9. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Estimated influenza illnesses, medical visits, hospitalizations, and deaths in the United States 2018–2019 influenza season.  Disponível em: <https://www.cdc.gov/flu/about/burden/2018-2019.html>. Acesso em: 10 abr. 2022.
  10. Global Coalition on Aging, 2013. Life-course immunization: a driver of healthy aging. Disponível em: <https://globalcoalitiononaging.com/wp-content/uploads/2018/07/life-course-immunization_gcoa-for-web-1.pdf>. Acesso em: 24 mar. 2022. 
  11. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Calendário do adulto e do idoso. Disponível em: < https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/junho/09/calendario-de-vacinacao-2020_adulto-e-idoso.pdf >. Acesso em: 24 mar. 2022.
  12. BRASIL. Ministério da Saúde. Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra covid-19. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2020/dezembro/16/plano_vacinacao_versao_eletronica-1.pdf>. Acesso em: 24 mar. 2022. 
  13. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Calendário vacinal SBIm 2021/2022: do nascimento a terceira idade (atualizado em 10/05/2021). Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-0-100.pdf>. Acesso em: 24 mar. 2022.
  14. BUCK, P. O. et al. Economic burden of diagnosed pertussis among individuals with asthma or chronic obstructive pulmonary disease in the USA: an analysis of administrative claims. Epidemiology & Infection, v. 145, n. 10, p. 2109-2121, 2017;
  15. Plotkin SL;Chapter 1;Vaccines;6th Edition;2012;A short history of Vaccination. 
  16. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual dos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (5ª edição). Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_centros_imunobiologicos_especiais_5ed.pdf>. Acesso em: 26 abr. 2022.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp