23/05/2022 às 08h43min - Atualizada em 23/05/2022 às 08h43min

Biden sobe o tom contra a China e ameaça intervenção militar se o país invadir Taiwan

Da Redação
Divulgação
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ameaçou nesta segunda-feira (23) responder “militarmente” se a China intervir em Taiwan com uso de força. “Esse é o compromisso que assumimos”, afirmou a repórteres em Tóquio, durante entrevista coletiva.

Assim o democrata sob o tom em um ambiente que já é tenso por conta da Guerra na Ucrânia.

“Aqui está a situação”, disse Biden durante uma entrevista coletiva conjunta com o primeiro-ministro japonês Fumio Kishida. “Nós concordamos com a política de Uma China. Aderimos a ela, e todos os acordos resultantes feitos a partir daí, mas a ideia de que Taiwan pode ser tomada à força, é (simplesmente não) apropriada”.

No ano passado, o presidente norte-americano fez declarações semelhantes, mas a Casa Branca interviu e afirmou que a política de longa data dos EUA não mudou em relação à ilha.

Sob a política “Uma China”, os EUA reconhecem a posição chinesa de que Taiwan é parte da China, mas nunca reconheceram oficialmente a reivindicação de Pequim à ilha de 23 milhões de habitantes.

Em um comunicado após os comentários de Biden na segunda-feira, um funcionário da Casa Branca disse que a posição oficial dos EUA permanece inalterada.

“Como o presidente disse, nossa política não mudou. Ele reiterou nossa política de Uma China e nosso compromisso com a paz e a estabilidade em todo o Estreito de Taiwan. Ele também reiterou nosso compromisso sob a Lei de Relações de Taiwan de fornecer ao território os meios militares para se defender. “, disse o funcionário.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp