29/04/2022 às 15h22min - Atualizada em 29/04/2022 às 20h40min

Abril Azul: o mês da conscientização sobre o autismo

Brasil tem cerca de 2 milhões de autistas, 300 mil deles no Estado de São Paulo

SALA DA NOTÍCIA Antonia Futuro Bergamo
www.starbem.app
Divulgação

Segundo dados do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órgão ligado ao governo dos Estados Unidos, existe hoje um caso de autismo a cada 110 pessoas. Dessa forma, estima-se que o Brasil, com seus 200 milhões de habitantes, possua cerca de 2 milhões de autistas. São mais de 300 mil ocorrências só no Estado de São Paulo. A Campanha Abril Azul foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2008 para dar visibilidade ao Transtorno Espectro Autista (TEA).

O TEA é caracterizado por um distúrbio neurológico que pode afetar a comunicação, o comportamento e as interações sociais. A ciência até o momento não conseguiu identificar a causa do TEA, mas embora não tenha sido comprovado, é provável que tenha origem genética.

Na maioria dos casos, é possível ter o diagnóstico nos primeiros cinco anos de vida.  “As crianças com suspeita de autismo, mesmo sem o diagnóstico confirmado ainda, devem iniciar estimulação precoce, para que tenham um melhor prognóstico”, explica a Dra. Sonia Maria Baldini, psiquiatra da Starbem, pediatra pelo Hospital das Clínicas, formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Segundo ela, pessoas com autismo podem ou não ter alguma deficiência intelectual, e não é incomum crianças com inteligência acima da média nesta condição. Os homens são mais vulneráveis a desordens neurológicas como o autismo do que as mulheres, mas os cientistas ainda não sabem por que isso acontece.

Por ser uma condição para a vida toda, pode ocorrer um grande impacto no cotidiano dos familiares, o que exige dedicação e resiliência para se adaptar às mudanças ao longo do tempo. Quanto mais precoce o diagnóstico, maior a oportunidade de melhorar a comunicação e reduzir os movimentos repetitivos, melhorando assim a qualidade de vida.

Telessaúde pode ajudar no diagnóstico e tratamento

Desde o início da pandemia da Covid-19, muitas pessoas têm evitado sair de casa e se dirigir a consultas. Nesses casos, ferramentas de atendimento remoto atuam como aliadas. É o caso da Starbem, plataforma de telessaúde fundada em novembro de 2020. Além das 20 especialidades médicas, entre elas Geriatria e Neurologia, o aplicativo oferece atendimento psicológico e nutricional, inclusive para quem não é assinante, por meio de consultas avulsas por um preço acessível.

A vinda da telemedicina facilitou aos pais o acesso à informação, um acompanhamento próximo, de forma ágil, segura e cômoda. É um ganho na qualidade de vida dos pacientes e dos responsáveis.

A healthtech trabalha com médicos capacitados em diversas áreas, que trabalham de forma contextualizada. A psiquiatria infantil tem ramificações com diversas outras especialidades para trazer esclarecimento e conforto a criança. 


 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp