11/01/2021 às 22h49min - Atualizada em 11/01/2021 às 22h49min

Campanha teve liderança, surto de Covid-19, derrota histórica por 8 a 1, dez jogos sem vitória e superação

Marcos Eduardo Carvalho
Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC
O Brusque comemora muito nesta noite de segunda-feira o acesso conquistado à Série B do Campeonato Brasileiro de 2021. Porém, a campanha na Série C de 2020, que acabou em 2021, não foi um mar de rosas. O time teve pressão, cobrança e risco de eliminação precoce.

O Quadricolor começou bem o campeonato, liderou a maior parte da primeira fase, mas depois encarou diversas adversidades que quase comprometeram a campanha.

Primeiro veio o surto de Covid-19 no elenco, quando o time já apresentava queda de rendimento. Neste meio tempo, o Quadricolor ainda sofreu uma vexatória goleada em casa por 8 a 1 para o Volta Redonda, na penúltima rodada da fase classificatória, que quase comprometeu a vaga do time, que só foi garantida na rodada final. O técnico Jerson Testoni chegou a ter o seu trabalho colocado em xeque. Antes, chegou a ter oito pontos de vantagem sobre o vice-líder.

A classificação veio com 29 pontos, em quarto lugar, na última rodada, após empate por 2 a 2 contra o Criciúma.
No quadrangular do acesso, o Brusque empatou os três primeiros jogos e completou um total de dez jogos sem vitórias na competição. Mas, nas duas rodadas seguintes, voltou a ser o time demolidor da primeira fase e venceu Vila Nova, fora de casa (3 a 0) e Ituano, em casa (4 a 2), resultados que garantiram o acesso do Marreco.

Agora, na última rodada, visita o Santa Cruz, onde busca assegurar uma vaga nas finais festivas e tentar mais um título nacional para um clube de Santa Catarina.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp