08/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 08/01/2021 às 00h00min

Santa Catarina arrecada 4,7 mi em leilões durante 2020, diz governo

Da Redação
Divulgação/SEA
Dois leilões de bens públicos, entre bens móveis e imóveis, que não tinham mais serventia ao estado, obtendo arrecadação total de R$ 4,7 milhões aos cofres públicos de Santa Catarina em 2020, de acordo com dados divulgados pela SEA (Secretaria de Estado da Administração).

Todas as etapas dos leilões foram realizadas de forma virtual, por meio dos sites das empresas leiloeiras que venceram a licitação para comercialização dos bens.

Um dos destaques foi a venda da aeronave modelo Xingu EBM-121A1 (foto), fabricado pela Embraer, de São José dos Campos-SP, em outubro de 2020, que tinha lance mínimo de R$ 400 mil, mas foi arrematada por R$ 1,246 milhão, três vezes o valor mínimo proposto em edital. Somente naquele edital, mais de 800 interessados se cadastraram para ofertar os lances.

De acordo com levantamento feito pela diretoria de Gestão Patrimonial, ligada à SEA, nos últimos dois anos foram realizados cinco leilões públicos no Estado, totalizando R$ 8,3 milhões, sendo R$ 3,6 milhões arrecadados em 2019 e R$ 4.703.410 milhões em 2020. Os valores são revertidos em aquisições e na manutenção da estrutura estatal.

AUMENTO.

Em Santa Catarina, o governo já vinha adotando a digitalização de serviços como prioridade, antes mesmo da chegada da pandemia da Covid-19. Tanto que o primeiro leilão realizado de forma totalmente online aconteceu ainda em 2019 com a comercialização de mobiliários e automóveis que não tinham mais uso pelo governo catarinense. Na ocasião, segundo dados oficiais, foram vendidos 345 lotes, de forma totalmente virtual, superando em 40% a expectativa inicial de arrecadação.

“A comercialização dos bens que não têm mais serventia evita a depreciação de preços, desocupa espaços físicos e gera receita para o Estado. E quando é realizado de forma online, o leilão ainda traz comodidade e aumenta a procura dos interessados que não precisam se deslocar para realização dos lances, basta realizarem um pré-cadastro e acompanharem os resultados via site”, explica o secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

Ao longo deste ano, a diretoria de Gestão Patrimonial continuará o levantamento dos bens imóveis do Estado que podem ser destinados à venda pública.
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp