03/01/2021 às 11h46min - Atualizada em 03/01/2021 às 11h46min

​'É jogador mimizento, imprensa mimizenta', diz presidente do Vila Nova sobre caso de racismo no jogo do Brusque

Da Redação
Divulgação
O presidente do Vila Nova-GO, Hugo Jorge Bravo, minimizou o episódio de racismo sofrido pelo atacante Jefferson Renan, do Brusque, no segundo tempo da partida contra o time goiano, sábado, quando os catarinenses venceram por 3 a 0, fora de casa.

No episódio, a assessoria de imprensa do Quadricolor, Lara Vantzen, disse ter ouvido um dirigente do Vila chamar o atleta de 'macaco'. Após a partida, ela registrou boletim de ocorrência em uma delegacia de Goiânia.

O próprio Vila Nova depois emitiu uma nota condenado qualquer tipo de caso de racismo. O presidente do clube, porém, fez declarações pesadas. De acordo com o dirigente, "racismo hoje é dinheiro".


“Tá muito mimizento. Se preocupa demais com coisas ridículas e esquece de coisas importantíssimas que são primeiro as questões morais da sociedade. Eu sou franco para vocês. Vão me desculpar, racismo hoje é dinheiro, gente. É dinheiro. Para com isso”, disse à imprensa local.

“Olha por aí o neguinho andando numa BMW, vê se a mulherada vai olhar de uma forma se eu fosse um Brad Pitt pobre andando de bicicleta”, continuou Bravo, antes de finalizar. “O futebol brasileiro está acabando por causa disso. É jogador mimizento, é imprensa mimizenta”, diz.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp