01/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 01/01/2021 às 00h00min

Cidades atingidas por enxurrada ganham linha de crédito de R$ 30 milhões

Marcos Eduardo Carvalho
Governo de SC
Na primeira semana de janeiro, empresas das cidades de Rio do Sul, Presidente Getulio e Ibirama, na região do Alto Vale do Itajaí, terão acesso a uma linha de crédito de R$ 30 milhões através do Badesc. A ajuda será dada através de uma MP (Medida Provisória), que ainda será assinada nos próximos dias pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL).

Os juros serão 100% subsidiados pelo governo, desde que os tomadores honrem as parcelas dentro do prazo de vencimento. O cálculo é de que o recurso permita atender de cem a mil empresas, conforme o valor das operações. O crédito poderá ser solicitado até 60 dias após a homologação do Decreto de Estado de Calamidade Pública.

O principal objetivo da medida será recompor estoques, reformar estruturas, adquirir máquinas e equipamentos, além de assegurar capital de giro para comércio, indústria e prestadores de serviços. A intenção é atender micro, pequenas e médias empresas e assegurar crédito mais acessível para permitir a retomada destes negócios.

Na tragédia climática do dia 17 de dezembro, 21 pessoas morreram. Além disso, várias empresas sofreram danos materiais e agora estão com dificuldades para se reerguerem, pois ainda enfrentam os impactos da pandemia do novo coronaívirus.

Serão viabilizadas operações entre R$ 30 mil e R$ 200 mil, com 12 meses de carência e 36 meses para pagamento. Segundo o governador, o apoio aos municípios do Alto Vale do Itajaí deve ser o embrião do RecomeçaSC, que pretende se tornar um programa de apoio de crédito permanente, voltado a empreendedores de cidades atingidas por eventos climáticos extremos.

“A intenção é de que o projeto seja discutido com a Assembleia Legislativa e ampliado para atender todo o Estado, sempre que necessário. Acreditamos que teremos o apoio dos deputados porque Santa Catarina tem, infelizmente, um histórico de eventos climáticos extremos”, afirma.
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp