14/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 14/12/2020 às 00h00min

​Material de construção é destaque no comércio catarinense em outubro

Da Redação
Julio Cavalheiro/Secom
Apesar da desaceleração relativa no volume de vendas no estado, Santa Catarina apresenta desempenho superior à média nacional em outubro: o crescimento foi de 10,6% no varejo restrito e de 11,0%, no ampliado, enquanto no agregado do país foi de 8,3% e 6,0%, em relação ao mesmo mês do ano passado. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira (10) pelo IBGE.

Na comparação mensal, Santa Catarina voltou a apresentar variação positiva em outubro, com alta de 0,2% no varejo restrito, após queda de 1,5% em setembro. O desempenho do comércio ampliado, que inclui veículos e materiais de construção, ficou mais próximo à média nacional, com crescimento de 1,9% no estado e 2,1% no país.

O país apresentou variação positiva pelo 6º mês consecutivo e, ainda que o crescimento do volume de vendas tenha desacelerado nos últimos meses, o varejo restrito avançou 0,9% em outubro, sustentando o viés de alta que tinha sido de 0,5% em setembro.

“A diferença entre os resultados do estado e do país reflete a recuperação antecipada e mais rápida que ocorreu em SC, onde as perdas na comparação anual só foram maiores que a média nacional em março, primeiro mês da pandemia”, avalia o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt. O aquecimento do comércio é influenciado pelas medidas emergenciais e de estímulo, além de movimentação típica do período de final de ano, que deixou de ser concentrada no mês de dezembro desde 2012.

Comportamentos dos setores

No estado, todos os setores reduziram perdas ou avançaram ganhos no acumulado do ano, com exceção do grupo de “equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação”, cuja queda de 39,2% voltou a ampliar as perdas do segmento.

O volume de vendas de móveis e eletrodomésticos mantém destaque na recuperação comercial e atingiu crescimento de 11,1% no acumulado do ano, apesar de desacelerar ligeiramente o ritmo intenso de crescimento em outubro.

As atividades de materiais de construção tornaram-se o segundo grupo com maior crescimento no acumulado do ano, chegando a 11,6% de variação no volume de vendas, e continuam a ser o grupo com maior crescimento acelerado na comparação com o mesmo mês do ano passado (36,6%). Este é o principal fator para explicar o melhor desempenho do comércio ampliado em relação ao restrito e o ritmo de crescimento mais próximo entre os dois índices em Santa Catarina na comparação anual.

As atividades de divulgação de “livros, jornais, revistas e papelaria” continua a apresentar variação negativa de 21,3%, o que porém representa uma melhoria relativa em relação aos meses anteriores. Em agosto, por exemplo, a retração era de 39,2%.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp