14/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 14/12/2020 às 00h00min

Sargento dos Bombeiros em São José comemora 1.000 investigações de incêndio

Da Redação
Corpo de Bombeiros/Divulgação
Com 27 anos de carreira no CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina), o 3º Sargento Reinaldo de Oliveira dedica 11 deles à atividade de investigação de incêndio. O militar fez parte da primeira equipe de investigadores da Capital, no 1º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM) e, hoje, atua no 10º BBBM, com sede em São José. Na última semana de novembro, o sargento realizou a milésima investigação de incêndio, se tornando assim o primeiro investigador a conseguir este feito.

“Quando comecei a minha carreira, minha inspiração foi o então chefe do setor de investigação de incêndio, na época tenente-coronel Vanderlei Vanderlino Vidal, hoje coronel da reserva”, disse.

Desde 2015, o sargento atua no 10º BBM e é responsável pelas investigações da Grande Florianópolis – com exceção da Capital. Além disso, o militar também é instrutor na área de Segurança Contra Incêndio e, inclusive, ministrou a disciplina de Investigação de Incêndio para os alunos do Curso de Formação de Oficiais do CBMSC.

Durante a carreira como investigador o sargento Reinaldo se deparou com ocorrências de grande vulto, como um incêndio em uma fábrica de móveis, em 2016 e outro em uma distribuidora de medicamentos, na Grande Florianópolis.

“A investigação de incêndios é uma operação muito meticulosa, que exige perspicácia, além de ser uma das áreas de atuação da corporação que exige do bombeiro muito mais do que coragem destemor. Identificar as causas que dão origem aos incêndios faz com que a prevenção de novos eventos seja melhorada. O sargento Reinaldo, certamente, nestas mais de mil investigações contribuiu para o aprimoramento das normas, da forma de atuação dos colegas, além de compartilhar conhecimento na formação de Oficiais. Tenho certeza que essa experiência em tantas investigações também ajudou a salvar muitas vidas”, exalta o comandante do 10º Batalhão de Bombeiros Militar, tenente-coronel Christiano Cardoso.
 
Investigações realizadas pelo sargento Reinaldo:
 
45 casos em 2011
 
119 casos em 2012
 
91 casos em 2013
 
40 casos em 2014
 
18 casos em 2015
 
145 casos em 2016
 
200 casos em 2017
 
179 casos em 2018
 
94 casos em 2019
 
73 casos em 2020 (até o dia 27/11)
 

Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp