11/12/2020 às 00h00min - Atualizada em 11/12/2020 às 00h00min

​‘Sentimento de coletividade’, diz presidente da Fecam após assinatura do acordo para receber vacina contra Covid

Da Redação
Governo de SP
Uma luz no fim do túnel contra a pandemia do novo coronavírus em Santa Catarina. Na tarde desta última quinta-feira, a Fecam (Federação Catarinense de Municípios) firmou um acordo com o governo de São Paulo, através do Instituto Butantan, para receber o fornecimento de doses da CoronaVac, a vacina chinesa da Sinovac que, também nesta quinta, começou a ser produzida pelo laboratório brasileiro.

Embora o governo de Santa Catarina esteja esperando o Plano Nacional, a entidade que representa os municípios tomou à frente para tentar receber as doses quando estiverem disponíveis. Em São Paulo, a previsão é de que a vacinação comece no dia 25 de janeiro.

Embora os testes não estejam terminados e as vacinas estejam na fase 3, além de aguardarem a aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a CoronaVac é uma das mais avançadas e a expectativa é de que tudo dê certo até janeiro. São Paulo vai fornecer 4 milhões de doses para outros estados.

Estudos clínicos de fase 1 e 2 já demonstraram que 94,7% dos voluntários não tiveram evento adverso.

O valor das doses que poderão ser adquiridas pelos municípios de Santa Catarina ainda será definido. A formalização do acordo foi celebrada pelo presidente da Fecam e prefeito de Rodeio, Paulo Roberto Weiss, e pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas.

“O Butantan está há 120 anos se dedicando no combate de doenças e pandemias e mais uma vez estamos oferecendo uma vacina, a primeira em solo nacional. Estou imensamente grato pelo apoio dos prefeitos que estão aqui hoje e reafirmo que o Butantan está inteiramente à disposição dos municípios”, afirmou Dimas Covas.

“Hoje o sentimento é de coletividade. Temos que levar a mensagem ao estado e município de que estamos amparados em dados científicos e em um instituto com mais de 100 anos de história”, declarou Weiss.

Atualmente, 12 estados já manifestaram interesse em comprar a vacina do instituto, sendo Acre, Pará, Maranhão, Roraima, Piauí, Mato Grosso Sul, Espirito Santo, Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Sul, além de São Paulo.

Até janeiro o Instituto Butantan irá disponibilizar 46 milhões de doses, das quais quatro milhões serão oferecidas a outros estados e municípios brasileiros. Até agora 913 cidades brasileiras já manifestaram interesse na Coronavac.
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp