29/11/2021 às 16h29min - Atualizada em 29/11/2021 às 21h10min

Como calcular o custo de estoque de sua empresa

SALA DA NOTÍCIA Victor
 

Diversas pessoas diariamente buscam modos de abrir a própria empresa e começar a empreender mas, uma coisa que poucas sabem lidar ou ouviram falar é sobre o custo de estoque e como fazer para realizar uma boa gestão com o mesmo.

Sendo assim, o texto de hoje irá mostrar como calcular o custo de estoque para a sua empresa, explorando ao máximo as diversas informações e conceitos do tema, além de abordar os benefícios e vantagens em se investir nessa frente de trabalho.

Gerenciar uma empresa não é uma tarefa nem um pouco fácil e, conforme ela cresce e se expande, os desafios só aumentam.

Por isso, é necessário mais conhecimento e preparo para lidar com as dificuldades que possam surgir, mesmo que o negócio seja algo simples, como a venda de piso de concreto valor m2.

São diversos tipos de obrigações e necessidades que precisam ser administradas diariamente e, embora muitos pensem o contrário, o estoque e o custo do mesmo é um dos alicerces necessários para que a empresa prospere e siga expandindo.

Diferente do que é o senso comum, um estoque bom e bem gerenciado não é tão simples de lidar. Apenas comprar algo e deixar guardado não é sinônimo de uma boa gestão de estoque. Muito pelo contrário, dependendo da saída de produtos, é um grave erro.

Seja aparelhos tecnológicos ou cadeira giratoria secretaria, a empresa deve sempre buscar realizar uma boa gestão de estoque e verificar constantemente quanto aquilo está custando a ela e se pode haver alguma otimização desses gastos, sendo aplicados em outros lugares que mais precisam.

Em outras palavras, quanto mais se estuda e conhece sobre estoques e como eles podem impactar o dia a dia do negócio, melhor essa gestão é realizada e menos custo irá gerar para a organização.

Afinal, como tudo no mundo, quanto mais conhecimento se tem sobre algo, maior é a chance de dar certo.

Mas é muito difícil calcular esse custo? Ele é aplicado até mesmo em um piso epóxi para estacionamento? Quais os benefícios de saber calcular o estoque? Existe alguma dica específica para que a gestão seja melhor aplicada? 

A resposta dessas e de muitas outras perguntas pode ser conferida nos tópicos a seguir, onde o assunto será melhor abordado e desenvolvido, além de explorar tudo que o tema estoque tem a nos oferecer. 

O conceito de estoque

Antes de mais nada, é importante saber e entender a fundo o que é um estoque e como ela continua sempre impactando as empresas, fazendo com que as mesmas tenham de ter profissionais específicos cuidando de toda essa área.

Seja em empresas de locação de rolo compactador ou de grandes logísticas, o custo de estoque, como o próprio nome já diz, é o valor de investimento nos estoques da marca, utilizado para manter os pedidos e equipamentos para suprir o negócio quando necessário.

O problema mesmo é encontrado quando esse estoque acumula mais investimentos do que o necessário para ser mantido, utilizando o capital que poderia ser alocado para outras necessidades e mantendo-o parado, sem fazer com que o negócio gire.

Assim como em empresas que realizam manutenção predial preventiva, o custo de estoque ajuda a organização a ter uma maior margem de lucro em suas negociações, fazendo com que o mesmo saiba se é necessário organizar prazo, matérias-primas e até mesmo tempo de confecção do produto final aos seus clientes.

Ou seja, em poucas palavras, o estoque pode fazer com que a negociação de um produto ou serviço saia mais barato ou mais caro, ou simplesmente em fazer com que o cliente contate a marca, dando vantagem e alguns passos à frente para aquelas que estão melhores preparadas.

A realização do cálculo

Seja na utilização de componentes para a instalação boiler aquecimento solar ou em peças de carro, existe uma maneira bastante interessante que deve ser seguida para realizar o cálculo do custo de estoque para a sua empresa.

Porém, existem alguns custos que precisam ser pensados quando levamos em consideração a quantidade de valores que pode ser inserido nesse cálculo, como:

  • Custo de manutenção e armazenagem;
  • Custo de falta;
  • Custo de pedido;
  • Custo do produto;
  • Custo do serviço;
  • Custo de risco.

Embora o cálculo seja simples, é preciso levar muita coisa em consideração e saber exatamente o objetivo e utilização de cada um dos custos acima citados, utilizando-os e aplicando-os até mesmo no valor para instalação de cameras.

Para calcular o valor do estoque de uma empresa, a fórmula que é comumente utilizada é: Custo total de estoque = Custo do pedido + Custo total do ajuste + Custo da estocagem.

Mas o que cada um desses custos tem um impacto real e significativo em como esses cálculos refletem no custo total da gestão de um estoque, e vamos entendê-los um pouco melhor para que essa fórmula acima faça um pouco mais de sentido.

O custo de manutenção e armazenagem lida diretamente a impostos e seguros do espaço físico, além de lidar com possíveis perdas, roubos e incêndios do estoque, podendo ser aplicado até mesmo em equipamentos de análise termográfica.

É bom entender e saber que os custos realizados com esse primeiro exemplo dado lidam apenas com o estoque parado, ou seja, com aquele que a empresa compra e deixa armazenado em determinado lugar.

O custo de falta se relaciona diretamente com a falta de suprimentos de um estoque, podendo estar associado a atrasos ou vendas perdidas, independente do motivo.

Quando se trata de vendas perdidas, refere-se a uma negociação não concluída por não se ter componentes ou produto em estoque ou simplesmente pela imagem da empresa prejudicada em algum nível.

O custo do pedido está associado com as etapas do processo de aquisição de um pedido, onde a primeira etapa é a comunicação, envio e alguma cobrança de uma empresa para a outra, enquanto a segunda é calculado os preços de logística, transporte, mão de obra e outros afins.

Neste caso, o cálculo do custo do pedido pode mudar bastante por causa das empresas, pois cada uma possui o seu próprio modo de realizar cálculos, além de políticas da empresa.

Já o custo de serviço está totalmente relacionado a mão de obra, mas não somente aquela que está sendo utilizada para manter o espaço físico, e sim sobre toda e qualquer utilizada para manter esse setor dentro da empresa, incluindo então as áreas administrativas.

O custo do produto é o mais simples de ser calculado e avaliado, já que ele se refere ao valor do próprio suprimento, ou seja, o próprio valor do produto a ser comprado, variando dependendo do consumidor ou loja a ser negociada.

Por fim, mas não menos importante, é levar em conta o custo de risco, que se relaciona com a perda, roubo, furto e sinistro dos objetos de estoque, sendo um custo irreparável e muito prejudicial a qualquer empresa.

Com isso, a fórmula exemplificada anteriormente se torna muito mais simples de ser calculada e ganha um sentido mais forte dentro das possibilidades e reais custos que a empresa deve arcar com seu estoque.

O mais importante de tudo isso é que, sabendo exatamente quanto se está gastando para manter tanto a integridade, a segurança e realizar uma boa gestão de estoque, abre um leque de possibilidades que a marca pode ter para negociar e saber qual o próximo passo a dar em relação a diversas negociações e até mesmo com os próprios clientes.

Pode ser interessante também para a organização disponibilizar um certo valor de orçamento para tal gestão, fazendo com que qualquer valor que ultrapasse isso seja revisto e otimizado para sempre ser gasto a menos.

Caso o valor de gestão mensal ou semestral for menor do que o estipulado, investir o capital otimizado em outros lugares que podem ser essenciais, como o próprio departamento de marketing ou de soluções empresariais da marca.

Considerações Finais

O texto de hoje abordou como é importante e necessário calcular o custo de estoque de sua empresa, mostrando o impacto que isso pode causar no dia a dia do negócio, o conceito do custo de estoque, como é realizado tal cálculo e quais os requisitos para o separar cada custo.

Como dito no decorrer do texto, é importante realizar uma boa gestão de estoque para garantir que a empresa consiga utilizar tanto os valores quanto ter uma extensão de negócios maior.

Através disso, é possível que a mesma tenha um maior alcance da marca e consiga estar sempre de prontidão para qualquer cliente que precise de seus serviços.

O estoque com toda certeza é um grande alicerce para o seu negócio e, saber lidar com o mesmo é essencial para se destacar frente a tantas outras organizações e empresas que existem atualmente. 

Portanto, estude a fundo e comece a aplicar as dicas e orientações do texto no dia a dia da marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp