01/12/2020 às 10h39min - Atualizada em 01/12/2020 às 10h39min

​Com funcionários da Comcap em greve, Florianópolis contrata empresa particular para coleta de lixo na cidade

Da Redação
Divulgação
Os funcionários da Comcap, empresa responsável pela coleta de lixo em Florianópolis, entraram em greve na última segunda-feira, após assembleia realizada com a Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis), alegando quebra de acordo coletivo com o prefeito Gean Loureiro (DEM), deixando a cidade sem coleta.
 
“O prefeito deu o calote nos trabalhadores e não cumpriu o que assinou em 2019: reajuste da inflação de 4,7% e R$2,50 no ticket alimentação”, diz o sindicato em sua página oficial no Facebook.
 
O prefeito da capital catarinense, por sua vez, contratou uma empresa privada para manter a coleta na cidade e o trabalho começou nesta madrugada. “Nós valorizamos muito os trabalhadores da Comcap, mas a cidade não pode mais ser refém de um sindicato. O aumento que o sindicato pede, todos já sabem: é ilegal. A lei federal que veio durante a pandemia para socorrer estados e municípios proíbe qualquer tipo de aumento ou reajuste para servidores públicos. Sem contar que temos milhares de trabalhadores que perderam sua renda ou seu negócio”, disse o prefeito pelas redes sociais nesta terça-feira.
 
“A partir de agora vamos priorizar a parte central por conta do número de comércio e restaurantes e nos próximos dias vamos avançando para os bairros para tentar normalizar a coleta”, disse.
 
Segundo o prefeito, a empresa que ofereceu o menor preço pelo serviço vai cobrar R$ 176,89 a tonelada, enquanto a prefeitura paga R$ 420,80 para a Comcap. “Vamos cobrar essa conta do sindicato, que não manteve o mínimo de serviço estabelecido em lei. Nesses primeiros dias, pedimos para que as pessoas mantenham o lixo armazenado em casa, para não termos problemas sanitários, principalmente porque estamos numa semana de chuva.
Garanto a todos vocês que não vou descansar enquanto não normalizamos o serviço. E a cidade não vai mais aceitar ser refém dos caprichos sindicais. Chega”, escreveu.
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp