22/11/2021 às 16h18min - Atualizada em 22/11/2021 às 18h00min

Especialista do HSANP fala sobre como câncer na terceira idade pode ser evitado

Doença acomete cerca de 5,6% da população brasileira de idosos e pode ser evitada com estilo de vida saudável e acompanhamento médico regular

SALA DA NOTÍCIA Suzi Correa
 

O câncer é uma patologia de causa ainda desconhecida, porém, há fatores que podem colaborar para o seu desenvolvimento. No caso dos idosos, os tumores podem surgir devido aos maus hábitos e estilo de vida inadequado. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), quem tem mais de 65 anos é 11 vezes mais propenso a desenvolver uma doença cancerígena do que pessoas com idade inferior. De acordo com os dados do Ministério da Saúde, a prevalência de câncer na terceira idade é de 5,6%, o que corresponde a aproximadamente 1.473.727 de idosos na população brasileira.

Para José Carlos Vilela, geriatra do hospital HSANP, não existem sintomas específicos para essa patologia. “É preciso acompanhamento médico de rotina e rastreamento para algum tipo específico de tumor quando têm casos na família. No geral, os tumores que apresentam maior índice de casos familiares são os de intestino, estômago e mama. Por isso, a partir da quinta década de vida o rastreio deverá ser iniciado com exames específicos”, explica. 

De forma geral, os tumores não dão muita pista sobre seu aparecimento enquanto está precoce, apenas em fases mais adiantadas surgem alguns sintomas como emagrecimento, fraqueza no corpo, cansaço, anemia, presença de gânglios no pescoço, axilas, virilha ou outras regiões. “Em especial o tumor de intestino permanece muito tempo sem dar sinal, mas a alteração do hábito intestinal, presença de sangue nas fezes, fezes finas, emagrecimento e mau hálito são sintomas que chamam atenção para tumores do tubo intestinal, que compreendem da boca passando por esôfago, estômago, intestino até o reto” alerta. 

Falta de ar, tosse com presença ou não de sangue, chiado no peito, dor torácica são sintomas que chamam atenção de doenças tumorais pulmonares. Já sangramentos vaginais em pacientes pós-menopausa requerem uma atenção maior ao tumor útero-ovariano. E, nesses casos, também é importante manter o alerta para perda de peso involuntária e surgimento de gânglios. Vale ressaltar que o uso prolongado de hormônio feminino expõe a mulher a um maior risco de tumores ginecológicos. No caso do homem, o câncer de próstata apresenta sintomas como aumento da sensação de peso na região da bolsa escrotal (onde estão contidos os testículos), presença de sangue na urina, dificuldade para urinar e redução do jato urinário”, sinaliza. 

Segundo o especialista, os principais cânceres que acometem esse público são: 

  • Colorretal (intestino);
  • Ginecológicos (mama, útero e ovário); 
  • Tireoide; 
  • Fígado;
  • Ósseo; 
  • Cerebral.

O geriatra conta que a melhor forma de prevenir qualquer tipo de câncer é mantendo um estilo de vida saudável, com exercícios físicos regulares e uma alimentação balanceada. “É fundamental não só para um idoso, mas para todos, manter uma dieta saudável, rica em fibras, além de abandonar hábitos como tabaco e álcool. Afinal, os tumores costumam ser silenciosos e só se manifestam de forma mais acentuada quando estão mais avançados, daí a importância do diagnóstico precoce”, alerta. 

É necessário que um paciente idoso seja sempre acompanhado por um médico e que realize exames anuais baseado em seu histórico clínico, familiar e hábitos de vida. “O profissional sempre deverá investigar doenças cancerígenas, seja por método de imagem ou marcadores tumorais presentes no exame de sangue. A investigação diagnóstica inicial quando há suspeita será realizada pelo clínico ou geriatra e encaminhada para oncologista ou oncocirurgião a depender do órgão acometido”, finaliza. 

Vale lembrar que quanto mais precoce o diagnóstico, maior a chance de cura do paciente. A forma como o paciente também recebe a informação do diagnóstico fará enorme diferença em sua aderência ao tratamento. Por isso, nesse momento o apoio da família é primordial. 

Sobre o HSANP: Hospital referência na Zona Norte da Grande São Paulo e tem como missão ser assertivo com práticas humanizadas, promovendo a melhor experiência e resultados no cuidar de pessoas.

Informações à imprensa | Image 360

Aryane Costa - Assessora de Comunicação

11 96634-9288

 


 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp