22/10/2021 às 19h45min - Atualizada em 23/10/2021 às 00h00min

Rede Mundial de Empreendedorismo Feminino: estímulo e independência emocional e financeira para mulheres de todo planeta

SALA DA NOTÍCIA Clarice Tatyer
Foto de divulgação
Uma rede de empreendedorismo voltada especialmente para as questões sociais relacionadas ao universo feminino, assim é a Rede Mundial de Empreendedorismo Feminino criada em 2018.

Com o objetivo declarado no próprio nome, a Rede já possui um diferencial em relação à concorrência, pois atua por meio de diversas ferramentas que buscam oferecer visibilidade e estímulo às pequenas empreendedoras. Focada em eventos presenciais para networking e na divulgação de negócios e produtos, a Rede também foi impulsionada pelos cursos e palestras que promove desde sua criação. Até o momento já foram mais 41 eventos.

Idealizada por Catarina Coelho*, Luiza Paragó (que não está mais no projeto) e Maiza Silva*, a Rede Mundial de Empreendedorismo Feminino se estrutura no apoio tecnológico que permite a várias empreendedoras espalhadas pelo mundo, o acesso aos materiais oferecidos em sua plataforma digital.  A concepção da marca foi inspirada, claro, no universo feminino. Já as motivações se concentram, sobretudo, na busca pela independência emocional e financeira das mulheres. O modelo de negócios tem sido alterado gradualmente, uma vez que a pandemia impediu a realização dos eventos presenciais e motivou a migração para o universo digital, fator que levou a criação de uma revista on-line, do portal de notícias e da rádio. Sobre os desafios atuais que se apresentam nestes tempos de pandemia, Catarina ressalta: “Acredito que um dos grandes desafios é a solidão, pois atuamos no formato digital, por isso, o planejamento é essencial. Contar com um time coeso, que caminhe junto, é outro aspecto importante. É preciso lembrar ainda que para empreender em um contexto mundial, você precisa conhecer a cultura local, lembrar do fuso horário, ou seja, pensar com a ‘cabeça do mundo’. Observe que é preciso conciliar estresse diário, planejamento, solidão e o apoio de uma equipe coesa. Outro lembrete: quando você chega em outro país, você é uma folha em branco e, nesse sentido, a construção de uma autoridade leva tempo... Lembrando ainda que cada país tem seu próprio tempo quando se trata de retornos e encaminhamentos. Brasil, Europa e EUA: cada local tem seu ‘tempo’ específico’, conclui.
Pertencimento, humanização, transformação e realização são os pilares que fundamentam a rede. O crescimento do universo digital favoreceu a atuação 100% online da Rede através de portais de notícias e outras parcerias.

Sobre as idealizadoras:
*Catarina Coelho é desenvolvedora de negócios, especialista em posicionamento de marca e expert em lançamento digital. Também é formada em administração, marketing e RH.
*Maiza Silva é jornalista formada pela PUC MINAS e em Rádio e TV pelo Centro Universitário Newton Paiva, também responsável pela Revista Conecta, focada exclusivamente no empreendedorismo feminino mundial.
Para saber mais sobre a Rede Mundial de Empreendedorismo Feminino acesse:
Instagram: https://instagram.com/redeconexaomulher
Site: https://redeconexaomulher.com/
Linkedin: https://www.linkedin.com/company/  
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp