20/10/2021 às 09h03min - Atualizada em 20/10/2021 às 10h20min

São Judas realiza o Tech Hunter Brasil para conectar estudantes ao mercado de tecnologia e carreiras digitais

Com apoio de gigantes do setor, a iniciativa da Universidade São Judas visa diminuir o gap de profissionais, conectando talentos de todo País às empresas

SALA DA NOTÍCIA Priscila Ventura
O intenso uso de ferramentas digitais está deixando o mercado aquecido. Só em 2020, o setor de tecnologia teve um aumento de 310% no número de vagas, com perspectivas de 420 mil novos espaços até 2024. De acordo com a Brasscom, (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação & Comunicação e de Tecnologias Digitais), 69 mil profissionais foram contratados entre janeiro e abril de 2021. Apesar do número alto de contratações, ainda existe um gap no setor, isso porque o Brasil forma 46 mil profissionais por ano, mas a demanda é de 70 mil. Para ajudar a preencher essa lacuna, a Universidade São Judas, que integra a Ânima Educação, criou o Tech Hunter Brasil. Com o apoio de startups e gigantes do setor como Microsoft, IBM,  Accenture, Stefanini, Base2, BRQ e muitas outras, a iniciativa, que é gratuita e aberta ao grande público, vai aproximar estudantes e talentos da tecnologia das marcas empregadoras. Os interessados podem se inscrever pelo site http://usjt.br/techhunterbrasil.
 
O Tech Hunter criou uma plataforma gratuita, onde, a partir de um mapeamento feito em parceria com empresas e startups, as vagas que estão abertas no mercado serão disponibilizadas para quem tiver interesse em candidatar-se. Também estarão à disposição programas gratuitos de capacitação para desenvolvimento de técnicas na área de tecnologia e soft skills, proporcionando inclusão e diversidade para quem não pode pagar ou ter acesso a cursos.
 
A iniciativa tem o objetivo de ampliar possibilidades de atuação de estudantes no mercado. De acordo com a professora Leia Assis, Coordenadora dos cursos de Tecnologia da Universidade São Judas, é necessário criar elo com os empregadores para que os talentos tenham oportunidades de trabalho. “Nós temos muitos alunos com potencial desenvolvido para atender a demanda do mercado, mas precisamos conectá-los com as empresas. Além disso, precisamos contribuir com a ampliação da área e das carreiras digitais, tanto para suprir as demandas atuais do mercado, como também ajudar a diminuir a taxa de desemprego do país”, ressalta.
 
Alunos de diferentes cursos serão agrupados em times com até 10 integrantes, com o objetivo de auxiliar as empresas no processo de contratação e desenvolvimento de carreira, de acordo com as necessidades. Esses grupos vão trabalhar na frente de RH e Comunicação para promover uma solução que conecte as demandas do mercado aos talentos.
 
Para Leia, é importante que o estudante tenha conhecimento sobre os caminhos profissionais que podem ser trilhados no mercado. “Vamos contribuir para ampliar as possibilidades de alcance das carreiras digitais. A tecnologia é uma vertente transversal a todas as áreas das organizações que, de certa forma, são empresas de tecnologia. O Tech Hunter Brasil visa também dar mais visibilidade para estas trilhas de carreiras e possibilitar, juntamente com as empresas, o acesso dos estudantes ao portfólio de opções e apoio para direcionar as suas escolhas.
 
Link
Notícias Relacionadas
Comentários »
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp