29/09/2021 às 15h46min - Atualizada em 29/09/2021 às 15h46min

Brasil perde para Argentina e dá adeus ao sonho do hexa no futsal

Marcos Eduardo Carvalho
Thais Magalhães/CBF
A Seleção Brasileira masculina de futsal perdeu por 2 a 1 para a Argentina na tarde desta quarta-feira (29), em Kaunas, na Lituânia, pela semifinal da Copa do Mundo da modalidade.

Com esse resultado, o time comandado pelo técnico Marquinhos Xavier dá adeus ao sonho do hexa.

Agora, a Argentina, campeã em 2016, aguarda o vencedor do confronto entre Portugal e Cazaquistão, nesta quinta-feira (30), a partir das 14h, no mesmo local.

Com isso, a decisão será disputada no domingo (3), a partir das 14h, em Kaunas. No mesmo dia, às 12h, acontece a disputa do terceiro lugar, quando o Brasil entra em quadra.

O jogo

O Brasil já teve uma grande chance logo aos 10 segundos, em chute de Ferrão, que passou bem perto do gol argentino.

No entanto, o jogo estava equilibrado, pois a Argentina também ia para o ataque e não ficava apenas na defesa, como os outros adversários.

Assim, aos 3min, em chute de Borruto, o goleiro Guitta já teve que fazer uma grande defesa.

Enquanto o Brasil tentava ser mais ofensivo, a Argentina chegava nos contra-ataques e, aos 7min, quase abriu o placar em finalização que Guitta tirou com o pé.

Depois, aos 10min, a Seleção Brasileira teve a sua melhor chance com Dyego, que recebeu pela esquerda, bateu cruzado e Sarmiento ainda desviou para escanteio.

Mas, aos 11min, a Argentina abriu o placar em chute cruzado de Borruto, no canto esquerdo: 1 a 0.
Para piorar, dois minutos depois Borruto recebeu livre na área e mandou para o gol: 2 a 0.

Contudo, o gol abalou o Brasil, que deu ainda mais espaço para os ‘Hermanos’, que ainda mandaram uma bola na trave.

No entanto, aos 17min, Ferrão recebeu de Pito, mandou para o gol e descontou para o Brasil: 2 a 1.
Mas o jogo foi para o intervalo com a vantagem dos argentinos.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o Brasil voltou pressionando mais, buscando o empate, mas também a partida ficou mais pegada, nervosa e com muita catimba dos argentinos.

Com isso, a equipe canarinho tinha dificuldades em furar a marcação adversária, pois os argentinos se fechavam muito bem.

Na reta final da partida, o Brasil passou a apostar no uso do goleiro-linha para pressionar em busca do empate.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp