21/09/2021 às 12h00min - Atualizada em 21/09/2021 às 12h00min

Em discurso na ONU, Bolsonaro defende tratamento precoce contra a Covid-19

Marcos Eduardo Carvalho
Thimoty A. Carey/Pool
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) fez na manhã desta terça-feira (21), no discurso de abertura da sessão de debates da 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, nos Estados Unidos.

No discurso, ele ressaltou ser contra a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 e também voltou a defender o tratamento precoce contra o novo coronavírus.

Além disso, disse que o Brasil criou um auxílio emergencial de US$ 800 (cerca de R$ 4.000, sem especificar que era o valor total) e disse que, desde que assumiu o governo, não houve nenhum caso “concreto” de corrupção.

“Bom dia a todos. É uma honra abrir novamente a Assembleia Geral na ONU. Venho aqui para mostrar um Brasil diferente do que mostrado na televisão. O Brasil mudou e muito nos últimos dois anos. Desde que assumimos, em 2019, nenhum caso concreto de corrupção. É um povo que acredita em Deus, valoriza a família. E é uma grande base”, disse.

Depois, ele alfinetou os governos anteriores e criticou antigos empréstimos a países socialistas.

“Nosso BNDES era usado para financiar obrar em países comunistas, sem garantia. Quem honrava isso era o próprio povo brasileiro. Isso mudou. O Brasil possui o maior programa de investimento da iniciativa privada, que é uma realidade e está em franca evolução”, disse.

Ele cita uma série de feitos e compara o modelo brasileiro ao norte-americano.

“Em nosso governo, promovemos o ressurgimento do modal ferroviária. Como consequência, menor consumo de combustível e barateamento dos alimentos”, afirmou Bolsonaro.

Em outro trecho, o presidente criticou o lockdown e colocou a culpa pela alta dos preços dos alimentos à quarentena. “A pandemia pegou a todos de surpresa em 2020. Sempre defendi combater o vírus e o desemprego, de forma simultânea e com responsabilidade. O lockdown gerou inflação e aumento de preços no mundo todo”, disse.

“O crescimento para 2021 está estimado em 5%. Até o momento, o governo federal distribuiu mais de 260 milhões de doses da vacina, com mais de 140 milhões recebendo ao menos a primeira dose. Até novembro, todos os que querem ser vacinados terão esse direito assegurado. Sou contra o passaporte da vacina”, afirmou Bolsonaro.

“Desde o início da pandemia apoiamos o tratamento precoce, seguindo o Conselho Federal de Medicina. Eu mesmo fui um.  Não entendemos como grande parte dos países e da imprensa não apoiaram o tratamento precoce. No dia 7 de setembro, milhões de brasileiros foram às ruas em manifestação pacífica e patriótica”, disse o presidente.

MEIO AMBIENTE.

Criticado por suas políticas ambientais, Bolsonaro usou o discurso para defender as ações do governo no setor.

“Nenhum país do mundo tem uma legislação ambiental tão completa como o Brasil. O Brasil é um país de dimensões continentais, com grandes desafios ambientais. Na Amazônia, 84% da floresta está intacta”, disse.

“Os recursos financeiros foram dobrados com vistas a zerar o desmatamento ilegal e os resultados já começaram a aparecer. No Amazonas, já reduzimos o desmatamento em 30% em agosto, em relação ao mesmo período do ano passado”, afirmou o presidente.

“O Brasil é um modelo na geração de energia, com fontes renováveis. Esperamos que os países industrializados cumpram efetivamente o compromisso com o clima”, continuou.

“Uma área de mais 14% é destinada às reservas indígenas, que vivem em liberdade”, disse Bolsonaro.
Ele também falou que o país vem combatendo o racismo. “Ratificamos a comissão Interamericana contra o racismo como combate à intolerância. A liberdade só se completa com a liberdade de culto e de expressão”, disse.

“Nosso país sempre acolheu refugiados. Com a nossa vizinha Venezuela, já recebemos 400 mil refugiados vítimas da crise da ditadura bolivariana”, afirmou.

ECONOMIA.

Bolsonaro ainda disse que o Brasil tem “tudo o que os investidores procuram”. “Também anuncio que nos próximos dias realizaremos o leilão para implantar a tecnologia 5G no Brasil”, disse.
“Temos um dos melhores desempenhos entre os países emergentes. Recuperamos a credibilidade externa”, finalizou.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Manezinho News Publicidade 1200x90
Contato pelo whatsapp...
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp